Rodada 3 do Paulista: Como foi?

Rodada 3 do Paulista: Como foi?

O clube de campo do Palmeiras recebeu uma festa do flag neste último domingo válido pela rodada 3 do Paulista. Confira como foram os jogos em que praticamente só um lado jogou em cada disputa.

Rodada 3 do Paulista: Como foi?

Politécnica Rats 08 x 14 Metodista Skulls

Abrindo o dia de jogos tivemos um confronto de dois times universitários, de um lado a Politécnica Rats, do outro o Skulls da Metodista.

O jogo começou com equilíbrio e ambas as equipes se conhecendo em campo e adaptando-se para neutralizar o que o time adversário fazia em campo, contudo o zero não demorou para sair do placar.

O Rats conseguiu seu primeiro TD, com um bom passe do Quarterback Pedro Franco, para o recebedor Matheus Gomes, abrindo 6 x 0, e na conversão de 2 pontos novamente o QB Pedro Franco achou um recebedor na end zone adversária, agora foi a vez de João Mainenti receber a bola e deixar o placar em 8 x 0 para o Rats.

Porém a vantagem não durou muito, no ataque seguinte a Metodista empatou a partida, o Quarterback Raphael Falcão acertou bom passe para o recebedor Caio Pereira, que recebeu, cortou a marcação e foi para a end zone, logo depois na conversão, o QB Raphael Falcão correu para end zone igualando o marcador para encerrar o primeiro quarto.

No segundo quarto, as defesas dominaram as ações, impedindo qualquer pontuação e forçando as trocas de posses, deixando o placar em 8 x 8 para o intervalo.

No segundo tempo de partida, os times especiais fizeram a diferença. O primeiro time a voltar no jogo foi o Skulls, que depois de um bom drive do seu ataque conseguiu com o kicker Felipe Costa acertar um Field Goal e deixar o placar em 11 x 8 para o Skulls. Um pouco mais acordado no jogo, a Metodista conseguiu com sua defesa segurar qualquer tipo de avanço do Rats no quarto, levando a vantagem de 11 x 8 para o último quarto.

No quarto final a Poli voltou para o jogo, conseguindo andar em campo com seu ataque, mas sempre esbarrando na sólida defesa adversária que não permitia grandes avanços e pontos; um pouco após dos 5 minutos de jogo no quarto, o ataque do Skulls voltou a campo e encaixou mais uma bela campanha que foi finalizada mais uma vez pelo K Felipe Costa acertando um FG, deixando o placar em 14 x 8.

Com o placar adverso, a Poli foi com tudo para buscar a vitória, conseguindo avanços importantes no campo, contudo a defesa adversária conseguiu o parar o ataque do Rats forçando um turnover on downs e fechando o placar em 14 x 8.

Marginals Football 00 x 64 São Paulo Tigers

Massacre, não há outra palavra pra descrever a partida, desde o primeiro minuto o São Paulo Tigers mostrou o que queria na partida.

No primeiro quarto, o jogo começou e logo no início o Tigers mostrou sua força, no primeiro drive de seu ataque abriu o placar com seu jogo aéreo, passe do Quarterback Octávio Guerreiro para o recebedor Kévin Chevalier para fazer 6 x 0 no placar. Com a defesa do Tigers sempre forçando o 3 and out do adversário não demorou muito para o placar aumentar, agora com uma Pick 6 do jogador Daniel Marotti.

No segundo quarto o placar disparou, na abertura o Tigers conseguiu um retorno de punt para TD com o jogador Fernando de Jesus, na sequência o mesmo Fernando conseguiu uma interceptação e aumentou a distância no marcador para 24 x 00.

Quando o ataque dos Tigres retornou a campo, a campanha terminou com mais um TD, com mais uma conexão Octávio para Kévin, deixando o jogo em 30 x 00.

Sem deixar o ritmo cair, na última vez que entrou em campo no primeiro tempo o ataque do Tigers foi até a end zone novamente, agora com o QB encontrando Rodrigo Piovacari, encerrando o primeiro tempo de jogo em 36 x 00.

No segundo tempo, antes do primeiro minuto de jogo, o placar aumentou, agora Ian Rezk recebeu, aumentando para 44 x 00 com a conversão de 2 pontos na corrida de Guilherme Siuriet.

Ainda no início do terceiro quarto a defesa dos tigres conseguiu um Safety com Danilo Costa deixando o jogo em 46 x 00. Durante o restante do quarto a defesa do Marginals conseguiu parar os ataques do adversário e a defesa do Tigers manteve seu padrão de jogo, deixando quase sempre o ataque adversário apenas a fazer 3 and outs.

No último quarto o Tigers não se contentou e veio com tudo buscando o maior placar da temporada. Com a corrida de Alan Pereira o marcador foi a 54 x 00, e faltando 1 minuto pro final do jogo conseguiu mais 2 TDs!

Primeiro de novo com um retorno de Punt de Fernando de Jesus e pra fechar o jogo mais um passe de Octávio Guerreiro para Rodrigo Piovacari, finalizando assim o jogo com o maior placar da temporada: Marginals Football 00 x 64 São Paulo Tigers.

Palmeiras Locomotives 00 x 46 UFABC Green Reapers

Jogo de um time só desde a primeira campanha, mostrando sua força no campeonato.

O jogo começou e logo de cara o Green Reapers mostrou a que veio, abriu o placar na primeira campanha, com seu jogo aéreo o Quarterback Lucas Piquini achou o recebedor Eduardo Valdés na end zone adversária; após o extra point acertado pelo kicker Gustavo Rocco o placar foi a 7 x 0.

Na campanha seguinte de seu ataque, o Reapers voltou a marcar, novamente com seu jogo de passes, agora encontrando outro recebedor, Allan Biano, deixando o jogo 13 x 00, placar que continuou inalterado até o fim do quarto.

No segundo quarto, a UFABC manteve a intensidade e logo no início os Ceifadores foram para a end zone novamente. Agora com seu jogo terrestre com Júlio Dumont e com sucesso do extra point com Gustavo Rocco fazendo 20 x 00. Antes do fim do quarto o Reapers foi a end zone mais duas vezes, a primeira correndo com Emerson Freitas, deixando o jogo em 27 x 00 após o sucesso do extra point com K Gustavo Rocco e depois com uma pick 6 de Bruno Cunha, deixando o jogo em 33 x 00 no intervalo.

No começo do terceiro quarto o Reapers manteve o jogo e conseguiu mais um touchdown, novamente com seu jogo de passes, agora Lucas acertou o recebedor Renan Fernandes que correu até a end zone adversária, aumentando placar para 39 x 00. Depois dessa sequência o Locomotives conseguiu equilibrar as forças com sua defesa e andar em campo com seu ataque, porém sem pontuar.

No quarto quarto, o Reapers fechou o placar com apenas 6 segundos, usando agora da conexão Lucas Piquini para Everton Alves, aumentando a vantagem para 46 x 00 com o extra point acertado por Gustavo Rocco.

Restou ao Palmeiras Locomotives se segurar e não deixar o ruim virar pior. Final Locos 00 x 46 Reapers.


 

Continue acompanhando tudo sobre o flag paulista em nosso facebook!

2 Respostas

  1. GoSkulls

Deixe uma resposta